Deste espaço...

Aqui cadastro os livros que venho lendo e relendo. Falo daqueles que amei e de alguns, que nem tanto. Comento os acontecimentos pelo qual a história foi criada, a autoria da obra e algumas de suas particularidades. Dou uma notinha demonstrando quão prazeroso ou enfadonho foi a leitura...

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

SEM TEMPO

PUXA, CONTINUO SEM TEMPO PARA ESCREVER AQUI. A CRISE ME PEGOU E SÓ TENHO TRABALHADO... VAMOS VER NO FERIADO . TCHAU LINDOS LIVROS.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

FALTA DE TEMPO

PUXA ! BLOG, ESTOU SEM NENHUM TEMPO AGORA.LOGO VOLTAREI  PARA CONTINUAR CADASTRAR OS MEUS LIVROS.

domingo, 6 de setembro de 2015

OLÁAAA. ESTIVE FORA . JÁ ESTOU COM SAUDADES DE VOCÊ. ESTAREI COLOCANDO MAIS LIVROS LIDOS POR AQUI, JÁ-JÁ.  ATÉ,  BLOG QUERIDO.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

UMA MULHER DE FIBRA

UMA MULHER DE FIBRA

Da prateleira de 'Romances de amor e ambição', posso afirmar que,  esses são os dois livros que mais gostei dentre todos que se encontram na minha Biblioteca : " Pássaros Feridos (Colleen Mc Cullough)  e Uma Mulher de Fibra (Bárbara Taylor Bradford). "  Estão num lugar bem especial. Já li e reli e, sempre me dá  vontade de tê-los nas mãos novamente. Leio alguns trechos, lembro-me de quantos momentos vivi, trechos   emocionantes destas duas histórias tão lindas , repletas de emoção !

Na última capa leio, logo no início, em letras maiúsculas :

"Cada geração tem uma mulher para quem o mundo não é tão grande quanto desejaria..."

Emma Harte era esse tipo de mulher.  Logo no início da história, quando ela estava em viagem, no seu jato particular a caminho dos escritórios  das Empresas Harte, nos arranha-céus de Manhattan, fiquei irresistivelmente enfeitiçada por ela, por sua coragem e determinação.  Conta a história:  nascida numa família miserável do Yorkshire, seduzida e abandonada grávida aos quinze anos, ela era entretanto já  dotada de uma fé inabalável em si mesma e de um desejo implacável de sobreviver.  A história de Emma é a história de uma mulher que pagou um preço tão alto pelo amor, que pagaria qualquer preço pela vingança. 

Vi esse pequeno resumo na Net e copiei aqui.

" Emma Hart , uma mulher muito rica, recorda sua origem humilde quando trabalhava como criada para os Fairley. Ela teve de abandonar o emprego quando descobriu que estava grávida de Edwin , um dos filhos de seu patrão. Ela vai para Leeds e inicialmente encontra dificuldades mas, ao ajudar Abraham Kallinski, um judeu que estava sendo atacado por garotos, torna-se amiga dele e de sua família. Emma vai trabalhar para Kallinski, mas após algum tempo abre seu próprio negócio. Ela prospera tão rapidamente que se torna uma das mulheres mais ricas da região. Emma se casa, mas o marido morre na primeira Guerra Mundial. Após algum tempo ela se envolve com Paul McGill  um rico australiano. Mesmo quando ele conta que é casado Emma não rompe a relação. Os anos passam e ela tem mais dinheiro do que poderia imaginar. É quando ela decide usar seu imenso poder para destruir os Fairley, que lhe causaram muito sofrimento e humilhação no passado."

A História é ótima . Fiquei triste quando cheguei na última página. Não queria que a história acabasse.

Podemos encontrar esse livro também em sebos. Vale à pena.
Ah, esta história foi transformada em filme, mas ainda não vi, pois não quis prejudicar a minha  leitura. 

NOTA- Este é um grande romance sobre poder, dinheiro e paixão, um enredo armado com incrível  habilidade pela autora, retratando cenas, contrastantes porém reais, da miséria que coexiste na Inglaterra com a grandiosidade e opulência da sua aristocracia. 

Comentários sobre a autora -  Barbara Taylor Bradford,  BARBARA TAYLOR BRADFORD nasceu em Leeds, na Inglaterra, e começou a trabalhar como jornalista aos 20 anos. Uma mulher de fibra tornou-se eterno best seller e abriu caminho para outros 19 romances de sucesso. Seus livros venderam mais de 75 milhões de exemplares por todo o mundo, em mais de noventa países e quarenta idiomas. Atualmente ela mora em Nova York com o marido, o produtor Robert Bradford.
Resultado de imagem para barbara taylor bradford livros

                                                                                                                     

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A LEBRE COM OLHOS DE ÂMBAR.



Bem, chegou o momento de ler este livro. Na Livraria de Vila sentei-me em uma cadeira, junto com um chocolatinho sobre a mesa , para entender a obra.Confesso que me empolguei nos primeiros comentários. 
Ler a contracapa percebo que é muito melhor do que ler o livro.  Tem uma literatura bem sofisticada e é o próprio autor , o personagem da história. Gostaria que apresentasse mais sobre os netsuquês,  e estes quase que ficaram em segundo plano, inclusive  'A lebre com olhos de âmbar'  Tudo começa muito bem , mas a história se enrola nela mesma, custando  ir em frente, chegando , para mim, ser até um pouco monótono. 
Eu gosto de livros diferentes e bem escritos, porém... 

Nas primeiras folhas há  alguns comentários e 
este  eu gostei e demonstrou para mim, um pouco do conteúdo do  livro : " Uma busca, descrita com perfeição, de uma família e de um tempo perdidos.   A partir do momento em que você abre o livro, já está numa velha Europa inteiramente recriada."  (Sim).

No entanto, leio alguns comentários do livro que também senti  , entre outros :  "A maravilhosa história de De Wall é tanto uma busca quanto uma meditação sobre as transformações e a passagem do tempo... Poucos escritores conseguiram revelar tanta sensibilidade, encantamento e dignidade em uma história familiar como Edmund de Wall, cuja narrativa cativa desde a frase de abertura." ( o livro se tornou bem monótono)  (?!) .

"Um livro complexo e belo." ( ?! e que não 'anda').

"Parte caça ao tesouro, parte saga de família, estas memórias suntuosamente originais de Edmund de Wall abarcam quase dois séculos...Combinando todo o fascínio de memórias pessoais com a ressonância da história mundial" ( Rosemary Hill, Evening Standard) 
Lendo este comentário, dá vontade de devorar o livro, porém, a leitura não é desse jeito, pois é muito sucinta , monótona, como uma verdadeira meditação.   Tem que se fazer um esforço e voltar páginas para se assimilar em que momento a história está rodando.

NÃO GOSTEI. Aonde estão os netsuquês ??? Muito pouco é comentado sobre eles !!

(Mas vou dar um tempo e ler novamente, no futuro) . 
A CAPA é bem bonita.

Comentário sobre o autor :  EDMUND DE WALL é um ceramista , com obras expostas em instituições como Tate Britain e Victoria and Albert Museum.   Estudou cerâmica  no Japão, e dá aulas desta matéria na Universidaded e Westminster.  O livro em questão, foi editado em 2011.



segunda-feira, 3 de agosto de 2015

A ILHA DOS BRINQUEDOS DE PANO

















Este é um livro bem velhinho, dos poucos que fui guardando no tempo. A gente vai crescendo, os interesses vão mudando , e, na época me sentia  imortal  e nem pensava que um dia poderia sentir saudades do que passou. No entanto, gostava desta história tão graciosa , além dos desenhos coloridos. Ficou guardado numa gaveta.  Tempo de amor, namoro...Chegou o noivado e eu só pensava nas coisas que haviam na gaveta ; construindo meu futuro sem espaço para guardar nada além de enxoval e do meu querido Diário, que até hoje está comigo. Meu Diário é lindo, esse sim  foi construído durante meu namoro, noivado e casamento. Carrego comigo. Já faz 'muuuito' tempo.
Bem, voltando para este gracioso livro de histórias, posso dizer que veio comigo junto com, meu enxoval, minha aliança e meu travesseiro. Até... quando chegaram os filhos que , sem eu perceber, envolvida  com meus afazeres, ele foi rabiscado com lápis de cor, em várias páginas. Não havia o que se fazer.
Guardei-o, já sem capa , num saco plástico, para não piorar esta lembrança  tão importante da minha infância. 
Eis aí !!

(Preciso organizar melhor as páginas daqui; vou encontrar alguém que   me possa ensinar como resolver esta questão. Talvez diminuir as fotos.  Algum blogueiro sabe como diminuir essas fotos ? Quero colocar fotos lado a lado) 
FIM . 













segunda-feira, 27 de julho de 2015

O SÓCIO

O SÓCIO

Neste romance, John Grisham conta a história de um advogado bem-sucedido que resolve deixar tudo para trás, levando consigo apenas os US$ 90 milhões que desviara de um cliente de sua firma, num verdadeiro golpe de mestre.
Ele, Danilo Silva, na realidade Patrick Lanigan, veio para o  Brasil onde vivia numa pequena cidade, tendo uma vida muito simples e discreta  . Aqui foi sequestrado .  Daí começa a história. 

  O  autor    mostra como funcionam as engrenagens no mundo dos ladrões de colarinho branco.   Como roubar e ser bem-sucedido tendo como ferramentas apenas um pouco de coragem e muita, muita astúcia. 
Perseguido pelo FBI e pelo cliente, numa caçada espetacular que alia agentes americanos e brasileiros.  Patrick acaba sendo encontrado, e é aí que tem início os seus problemas.  
Como sempre , as tramas montadas por John Grisham são ótimas e muito envolventes.

Mais um livro que não dá para parar de ler !!
Minha  NOTA- 09

Comentários sobre o autor - JOHN GRISHAM É ex-político e advogado aposentado. Incentivado por sua mãe, desenvolveu cedo o hábito da leitura e se tornou um admirador das obras de John Steinbeck, prêmio Nobel de literatura em 1962, e autor do clássico 'As Vinhas da Ira'.
Escolheu o Direito como área de atuação, tornando-se advogado especializado em defesa criminal e processos por danos físicos. Escrevia nas horas em que o seu trabalho lhe permitia, e logo publicou seu primeiro livro, Tempo de Matar, em 1989. Seus livros giram sempre em torno de questões de advocacia, e geralmente criticam nuances do sistema judiciário americano e das grandes firmas de direito.  Ele escreveu livros, que tornaram-se best sellers em todo o mundo, sendo que muitos transformaram-se filmes . Entre alguns livros cito " Tempo de Matar ( seu primeiro livro), O Dossiê Pelicano, o Cliente, A Câmara de Gás, O Homem que Fazia Chover" .