Deste espaço...

Aqui cadastro os livros que venho lendo e relendo. Falo daqueles que amei e de alguns, que nem tanto. Comento os acontecimentos pelo qual a história foi criada, a autoria da obra e algumas de suas particularidades. Dou uma notinha demonstrando quão prazeroso ou enfadonho foi a leitura...

quarta-feira, 29 de abril de 2015

UM LUGAR CHAMADO LIBERDADE


Este é o meu livro !

UM LUGAR CHAMADO LIBERDADE

Mais um dos  livros, da minha Biblioteca . 
Com o passar dos anos , fui colecionando livros especiais, segundo aquilo que admiro.
Este romance foi escrito por Ken Follett, um grande escritor, colecionador de sucessos.
Nesta história em particular, o autor fala do inferno das minas de carvão na Escócia... E a revolta política nas ruas de um novo mundo, a América...

Mack trabalha nas minas de carvão de uma família muito rica desde pequeno. Sempre quis escapar , ser livre,  no entanto, as leis escravísticas da Escócia, eram muito duras e a qualquer deslize eram punidos severamente.  As coisas começam a mudar quando, ele encontra sua querida aliada, Lizzie, na propriedade da família, nascendo daí uma amizade verdadeira, mas dissimulada por ela ser mulher, submissa, na sociedade machista da época e, ele , apenas um escravo. Aqui começa a trama ! 
Apesar de separados por questões políticas  e sociais, os dois estão ligados por sua apaixonante busca pela liberdade onde ela faz de tudo para ajudá-lo em seu sonho.
Ele consegue fugir para Londres e , com Lizzie,  vive uma história de paixão e inconformismo no meio de tantas outras incertezas.


Este ótimo livro teve mais de oito milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.  Realmente Ken Follett é um mestre em criar tramas emocionantes e repletos de suspense!
                         Esta é a capa das edições atuais. 

Minha NOTA - 09 

Comentários sobre o autor-escritor britânico, do País de Gales,formado em Filosofia e que tem várias de suas obras   transformadas  em filmes ou séries de TV. Vários livros são 'best sellers', sendo que tem mais de cem milhões de obras vendidas pelo mundo. Ken Follett é um grande apreciador de Shakespeare e a arte da música.    São obras dele : O Buraco da Agulha, A Chave de Rebeca, O Triângulo, O Vale dos Cinco Leões, Mundo Sem Fim, Pilares da Terra e Queda de Gigantes, entre tantas outras.



MÉTODOS DE TRABALHO DE ALICE MUNRO

 ACHEI POR AÍ .   Curiosidade :
imprensa9

  Alice Munro

“Na década de 1950, a escritora Alice Munro, mãe e dona de casa, só podia escrever quando suas tarefas domésticas o permitiam”. Assim, escrevia à tarde, 'aproveitando' que sua filha pequena dormia e a maior estava na escola. No início de 1960, a prêmio Nobel de Literatura, alugou um escritório, em cima de uma farmácia, para escrever, mas o deixou depois de quatro meses devido ao senhorio, que, muito chato, a interrompia frequentemente.  Aos 82 anos, Munro, uma das maiores prosadoras canadenses, quase uma Tchekhov de saia, anunciou que não vai mais publicar. Vale a pena ler os contos das obras-primas “O Amor de Uma Boa Mulher” e “Vida Querida”.
(Os textos originais podem ser consultados no site do jornal “ABC”, no link http://bit.ly/1kjpkuj).

segunda-feira, 27 de abril de 2015

PARA MINHAS FILHAS

PARA MINHAS FILHAS 


Este livro retrata momentos extraordinários não só entre mãe e filhas, mas entre mulheres e homens, cabendo perfeitamente à vida de cada um de nós. É uma história contemporânea, que fala dos laços entre elas e que, aos poucos, os sentimentos de indiferença e rejeição dão lugar à redenção e ao amor.  
Livro lindo !

Às vésperas de completar 70 anos, Virginia St. Clair envia uma carta a cada uma de suas filhas, pedindo-lhes ajuda para decorar sua nova residência, uma mansão isolada na costa do Maine.  Mas, seu maior desejo é dar um ponto final e criar uma nova intimidade entre elas, sentimento que sempre esteve ausente em suas vidas, desde a infância.
As três mulheres, bastante diferentes, vidas também muito diferentes e que escolheram deliberadamente caminhos diversos para trilhar, decisão essa que só serviu para afastá-las uma das outras.
No decorrer da história, veremos que  cada irmã sofrerá profundas mudanças em suas vidas, mas nenhuma delas compreenderá de imediato, a magnitude do presente que a mãe oferece a cada uma delas em particular, e quão grande isso irá transformar, sem dúvida, o futuro delas. 

Minha NOTA- 09

Comentários sobre a autora : Bárbara Delinsky é uma escritora da atualidade, para quem

gosta de histórias cheias de emoção.   Ela escreveu inúmeros romances de sucesso e é um fenômeno editorial .  Seus livros são editados pelo mundo, sempre um sucesso. É socióloga e vive na Inglaterra.  
Bárbara Delinsky
                                                                                                                      








SEM MINHA FILHA NÃO VOU

SEM MINHA FILHA NÃO VOU 
Esta é a capa do filme 

Nossa !    Que livro !!
Antes de ler este livro, assisti o filme " Nunca Sem Minha Filha", estrelado por Sally Field em 1990.  Filme de 'tirar o fôlego' . Imagino que muitas pessoas já o assistiram.
Há bastante tempo fui atrás do Livro, mas só o  encontrei  num Sebo. Antes assim do que nenhum. Também,compro  livros em sebos , normalmente sem problemas. Uso www.estantevirtual.com.br
Como sempre, o livro é sempre melhor do que o filme.
Gosto muito  quando a história é real. Este é mais um deles.

Este livro conta , com muita emoção a história verídica de Betty Mahmoody,  Tudo começa nos Estados Unidos, quando Betty casa-se com um médico iraniano, que vive há vinte anos na América.  Ocorre que , numa viagem de férias à sua terra natal, junto com a esposa e a filha, o médico revela a sua verdadeira personalidade... Convertido ao islamismo , cuja família é radical islâmica, ele fará de sua esposa uma prisioneira que manterá sob seu poder.  A luta e a coragem desta mulher extremamente corajosa transformam esta história num envolvente relato com muitos momentos de suspense.

É só imaginar uma esposa americana e mãe vulnerável, presa na armadilha do marido em quem confiava e retida na terra dele, o Irã, onde as mulheres não têm direitos e os americanos são hostilizados.  Para Betty Mahmoody, esse pesadelo se tornou real, e a fuga, impossível: ela só poderia sair de lá sem sua filha pequena, deixando-a sujeita a costumes e leis estranhas.   Após meses de terror, surgem planos para escapar, mas nenhum deles podia incluir a menina... o resto ... é só lendo, para não estragar o final surpreendente da história.

Betty Mahmoody e sua filha Mahtob na América. 
Comentários sobre o co-autor :  WILLIAM HOFFER  e sua esposa trabalharam com Betty Mahmoody para escrever o livro que se tornou um fenômeno internacional, que se transformou num filme de muito sucesso (1990). 

 Minha NOTA- 10 

domingo, 26 de abril de 2015

UMA VIDA MUITO ALÉM DAS EXPECTATIVAS

UMA VIDA MUITO ALÉM DAS EXPECTATIVAS

CARTAS PARA MINHA BISNETA

Um livro especial escrito por uma pessoa muito além de maravilhosa. 


Neste livro, Poitier reflete sobre as questões mais profundas e as passagens mais significativas de sua vida, as virtudes que o ajudaram a superar os momentos mais difíceis e o senso de propósito da história que o fortaleceu.
Ele enfatiza a importância do papel da fé em uma era globalizada, assim como a nossa responsabilidade em relação à Terra e às gerações futuras. Em "Uma Vida Muito Além das Expectativas", Poitier oferece conselhos inspiradores e histórias pessoais registrados em cartas para sua bisneta. Uma narrativa para todos aqueles que admiram seu exemplo e buscam a sabedoria que somente um homem com vasta experiência, pode oferecer.


Foi assim:  Sidney Poitier quis presentear a pequena bisneta  Ayele,  a sexta geração da família Poitier, relatando à ela , a sua própria história, recuperando os fatos marcantes que ainda estavam em sua vasta memória.

Entre tanta vivência , tanta vida já vivida, tomou essa decisão. Entre tamanha riqueza, ele fala de seu sucesso, suas conquistas,  desafios, amores, sua família e "descreve ...o decorrer de sua vida e , nos faz refletir sobre como os nossos valores se transformam à medida que amadurecemos."

Neste livro, Sidney Poitier, faz-nos compreender a sua filosofia de vida como   "...uma coleção de lições aprendidas por um sábio e velho ator, que serão deixadas para gerações que possivelmente não saberão mensurar sua importância ."

BELO LIVRO !  Valores a serem seguidos !  ADOREI !!


Comentários sobre o autor SIDNEY POITIER :  Fez mais de quarenta filmes,  foi o primeiro negro a ganhar o Oscar como melhor ator no filme " Uma Voz Nas Sombras" ( assisti e gostei muito) em 1963 . Escreveu ainda duas autobiografias : This Life e The Measure of a Man.
Poitier recebeu a maior honra do cinema : o "Life Achievement Award", pela carreira excepcional e comprometimento como humanitarista.   Sidney é casado e tem seis filhas .

  

Dou uma NOTA PARA ELE:  09 -    Principalmente pelo tudo de bom que pude retirar dele.
Sidney Poitier com toda a família, na festa do seu 80º Aniversário              


                                                                                                                                                          

quinta-feira, 23 de abril de 2015

O ANEL DE NOIVADO


O ANEL DE NOIVADO 

Aproveitando a história da minha aliança contada acima,  

fui atrás de um  livro , guardado  na minha biblioteca, "O Anel de Noivado" de Danielle Steel.  Entre deliciosas lembranças  encontrei este lindo livro, que já li duas vezes , e tenho vontade de lê-lo novamente.  Deixo aqui marcado só para não esquecer mais dele. 
Mais uma vez tenho que dizer : " Um dos melhores romances que já li. Tenho este livro desde 1992. É emocionante,   repleto de situações  que fazem a gente perder o fôlego . 

Romance baseado em fatos ocorridos na vida da família da autora Danielle Steel.  A história é passada nos anos da segunda  guerra mundial 
e tem entre os  personagens , Walmar Gotthard, sua mulher Cassandra e a filha Ariana. 
Um livro com uma trama envolvente, que fala de amor, riqueza, traição, suicídio, guerra, nazismo, violência, destruição, fugas, separação, lutas pela sobrevivência, tristeza e um ANEL. Ufa !!
Como todos os livros de Danielle Steel , este é mais um que, de tão envolvente,  não se consegue largar da leitura.   

 Mais um pouco sobre o desenrolar da história :   A bela Kassandra Von Gotthard, esposa de um  influente  banqueiro, se apaixona por Dolff Sterne, escritor alemão de ascendência judaica.   O casal ,de amantes, acaba vítima das atrocidades nazistas e são brutalmente assassinados.  Então o viúvo  de Kassandra presenteia a filha Ariana com o anel que um dia pertencera à sua mãe. 

Daí começa a história do ANEL. 
Este livro vendeu milhares de cópias pelo mundo.

É uma bela história !!


Minha NOTA - 09

Comentários sobre a autora : DANIELLE STEEL  Em 'O Anel de Noivado', ela demonstra mais uma vez sua inigualável habilidade na criação de histórias de amor.  já vendeu mais de 600 milhões de livros pelo mundo.  Seus livros fizeram parte dos 'best sellers' do 'New York Times' mais de 39 semanas seguidas.  Vinte e dois livros foram adaptados para o cinema . Um dos melhores romances que já li. Comprei esse livro em 1999 e já era usado, está tão velho que as páginas estão caindo. Li 3 vezes e todas as vezes me emocionei. NOTA 10
Um dos melhores romances que já li. Comprei esse livro em 1999 e já era usado, está tão velho que as páginas estão caindo. Li 3 vezes e todas as vezes me emocionei. NOTA 10
Um dos melhores romances que já li. Comprei esse livro em 1999 e já era usado, está tão velho que as páginas estão caindo. Li 3 vezes e todas as vezes me emocionei. NOTA 10

A DESTRUIÇÃO DA MINHA ALIANÇA

O SUMIÇO DA  ALIANÇA

A DANÇA DAS ALIANÇAS 


DEZ ANOS GUARDADA  no cofre , decidi dar uma alargadinha na minha aliança. O tempo passou e ela encolheu. hi hi.  Entre muitas dúvidas , a deixei no ourives do Iguatemi. Como o conserto é feito no mesmo dia,  horas mais tarde,  fui pegá-la.  Incrível, a consertada  não parecia a minha, aliás , tenho certeza que aquela não era a minha.  Depois de tantos anos com ela , a gente sabe o que tem. Não aceitei. A minha era arredondada, modelo meia cana, ouro bem amarelo , com tons rosados e grossa.  Linda !!   Entregaram-me  o oposto, ouro claro, fina , leve e faltando várias gramas de metal.    Começou o problema, pois além disso tinha o alto  custo do conserto, que já havia pago. Ficou aquela conversa de  imposição -- Não, é essa mesmo ! -- Por favor, chame o gerente.    Deixei a aliança lá  e liguei para a loja Tiffany , que foi pela  indicação dela, a fim de pedir um conselho.  Voltei dois dias depois e, desta vez estava o dono da oficina.   Ele me disse para não me estressar, pois a minha aliança de "50 anos de vida" devia estar em outro local e que ficasse tranquila , pois iriam encontrá-la já com o conserto feito.  Eu já estava muito infeliz, primeiro , que foi um erro mexer na aliança, deveria tê-la colocado numa corrente.     Novamente fui pegar a aliança.  Absurdamente , o proprietário me entregou uma outra aliança  (outra vez!), essa com um brilhante, cuja incrustação era  muito feia, imitando folhas em sua volta. Claro que era uma outra comprada pronta em alguma loja , por eles.   Eu conhecia a minha. Era linda e  tinha um bonito  brilhante nela, que foi incrustado quando completei 20 anos de casamento.  Que tristeza ! Ela  tinha uma dedicatória muito original na parte interna.  Dá para sentir a minha decepção...   Dessa vez o ourives disse que as palavras inscritas tinham sumido no momento de fazer o conserto e era só escrever novamente e desde que lhe desse  a antiga inscrição (declaração de amor feita por meu marido).  Só conversa fiada...  Voltei no outro dia , agora  acompanhada de minha filha , que entendia bem do assunto. 
Fim da história:    Perdi a aliança, o proprietário da oficina aceitou o erro, não cobrou o conserto, claro. imagine,  e eu...perdi a minha linda aliança de 50 anos de vida !!  Ah. para compensar, segundo ele, mas eu sei que não há compensação para tal fato,   fez uma nova aliança , igual a do meu marido,  que levei para que ele visse o modelo, mas desta vez não a deixei lá.   Fez uma nova, fria e sem lembranças, árida  e sem nada da  história de amor que a minha tinha dentro dela, de sua alma ...  "Sempre disse que as nossas alianças, minha e do meu marido,  continham uma linda história de amor."  Verdade!!
Não tem mais o que se fazer. Estou usando-a , esta substituta,   para guardar novos  momentos daqui para frente.  Ficou bonita...mas não é a original.
Não devo  chorar, mas bem que me dá vontade...




SUMIU !!


                                                                                                 

terça-feira, 21 de abril de 2015

LIVRARIA DA VILA - SHOPPING JK

Em seguida ao almoço do feriado (21 de abril-2015), fomos à Livraria Da Vila
Olha eu aí :
Olhando e escolhendo algumas novidades para colocar na lista do "já vou ler" 

MY WISH LIST

MY WISH LIST 

1- A ÚLTIMA DANÇA DE CHARLÔT - *Fabio Stassi *Género:* Ficção *Tradução:* Simonetta Neto *N.º de páginas:* 256 Sinopse -  Na noite de natal de 1971, Charlie Chaplin recebe a visita da Morte. Charlie propõe-lhe que volte no ano seguinte em troca de uma experiência desconhecida pela indesejada inimiga: a diversão. Com o intuito de ver crescer o seu filho mais novo Charlie vai assim ao longo dos anos tentando fazê-la rir, alternando a sua espera por mais um Natal com uma carta de despedida ao filho. Tal como uma vidente previu, na noite... HUuunn !!

2- UMA FORTUNA PERIGOSA - Ken Follett
 Sinopse
Inglaterra, 1866. O verão anuncia-se quente e, numa tarde de maio, um jovem morre
afogado numa pedreira inundada de água.  O incidente ocorre em Windfield School,
uma escola frequentada por rapazes oriundos de classes abastadas, permanece
encoberto em mistério conduzindo a uma trágica saga de amor, poder e vingança
que envolve sucessivas gerações de uma família de banqueiros.

A história decorre entre a riqueza e a decadência de uma Inglaterra vitoriana, entre
a City londrina e colônias distantes. O leitor acompanha a família Pilaster durante
o período áureo do império britânico. Ken Follett inspirou-se num caso real de
bancarrota ocorrido no século XIX para escrever este romance extraordinário.
Críticas de Imprensa : "Um livro fascinante que prende o leitor da primeira à
última página... pleno de emoção... grande rigor histórico... suspense permanente !"
                                                     

segunda-feira, 20 de abril de 2015

O PINTASSILGO

O PINTASSILGO




Continuo colocando aqui no meu BLOG somente livros que tenho lido com o passar dos tempos.
O Pintassilgo foi um livro lido em novembro, tempo de calor amortecido  e só lido à noite. Demorei um pouco mais que o normal, pois queria degustar cada passagem, voltando às vezes , páginas para atrás  só para ter certeza mesmo o que tinha ocorrido a fim de fazer minha análise.
Gostei muito dele que, tenho  certeza se tornará um  clássico dos nossos tempos.
É difícil fazer uma sinopse rapidamente, com poucas palavras.

Theo Decker,  treze anos, sobrevive milagrosamente a um acidente ocorrido dentro do" Metropolitan Museum" o que provoca a morte de  sua mãe.  Aconselhado por um homem entre a vida e a morte,  ele retira dos escombros um quadro, uma obra do museu,  "O Pintassilgo", daí o nome do livro.  Sabia que não devia ter feito isso. Mas não podia mais devolvê-lo. Todos procuravam por ele.  Então só,  Theo é levado pela família de um amigo rico.   Desorientado nesse novo lar na  Park Avenue, é perseguido por colegas de escola, Theo que estava exatamente visitando esse quadro em companhia da mãe no momento da explosão, passa a história inteira protegendo o quadro, convivendo com maus elementos , escondendo-o em lugares  que ninguém pode achar, nos mais esdrúxulos .   O tempo passa e, já adulto esta obra leva-o ao  ao submundo da arte.  Com isso ele será lançado ao centro de uma perigosa conspiração.
O pintassilgo é uma hipnotizante história de perda, obsessão e sobrevivência, um triunfo da prosa contemporânea que explora com rara sensibilidade as cruéis maquinações do destino.

Comentários da capa , face  externa  :

“Brilhante... Um romance glorioso, onde todos os talentos narrativos de Tartt convergem numa arrebatadora sinfonia; um livro que nos traz de volta o prazer de se passar a noite inteira lendo.” — Michiko Kakutani, New York Times

Um livro raro, desses que aparecem talvez meia-dúzia de vezes numa década, um romance literário e inteligente, que fala tanto ao coração quanto à mente. Um extraordinário trabalho de ficção.” — Stephen King, The New York Times Book Review

Ótimo Livro !!

Da AUTORA  :   Donna Tartt, nasceu em 1963, no Mississippi.  Com este livro , ela ganhou o prêmio  Pulitzer de literatura.   Todos seus livros foram publicados  no Brasil. São eles :
"A História Secreta, O Amigo da Infância."  Todo são  sucessos !

Minha NOTA - 10
                                                                                                                          




domingo, 19 de abril de 2015

COMO TORNAR UMA LEITURA BEM AGRADÁVEL.

 A LEITURA AGRADÁVEL 


COMO TORNAR UMA LEITURA BEM AGRADÁVEL :

Passeando por alguns Blogs bem interessantes, vi num deles algumas soluções sobre o  cansaço ao se ler um livro necessário. 
Veja bem :

1- Leia livros de seu interesse: é uma dica básica e óbvia. Se você gosta de livros românticos, leia-os.   Caso contrário, a leitura vai se tornar um desastre.

2- Ao ler , ouça música baixinho.  No meu caso prefiro música instrumental, mas suave.

3- Não faça da leitura uma tortura .  A internet e a TV podem ser grandes vilãs dos livros. Se o assunto for muito bom, dê uma paradinha .   Portanto, leia quando estiver com vontade. 

4- Divida seu tempo de leitura. Lendo pequenas partes no seu tempo livre, você avança muito mais na leitura do que se deixar para ler  apenas à noite, quando se está mais cansado, por exemplo.  Leia durante o dia, como ao acordar, à tarde  e , naturalmente durante à noite , antes de dormir se o sono ainda não chegou.  Para alguns, pode ser cansativo ler durante muitas horas seguidas.

5- Dê intervalos.  Visite a geladeira.  Tome um copo de água gelada.   Dê uma conversadinha com alguém, pela casa.  E  volte  à leitura.

6- Leia uma resenha ,encontre novas opiniões de quem já leu  esse tal  livro.  Você pode descobrir uma reviravolta interessante na metade do livro que gerará um novo ânimo na sua leitura !  


A dica é de :

 http://www.geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

ATRÁS DA PORTA


ATRÁS DA PORTA 
CHICO BUARQUE - FRANCIS HIME


Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei
Eu te estranhei
Me debrucei
Sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos*
No teu peito 
Teu pijama
Nos teus pés 
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho

Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que inda sou tua
Só pra provar que inda sou tua...

Música composta em 1972. 

"Na casa de Olivia Hime, em Petrópolis, durante uma reunião de amigos, Francis começou a cantarolar a música ao piano, e Chico fez o que nunca havia feito e nem voltaria a fazer: 
compor na frente dos outros. "

Chico cantou a letra original no show do Teatro Castro Alves, em que no *acima, a censura vetou o verso 'Nos teus pelos' ,substituindo  por 'No teu peito'. 

Lindo, não ?!!!
                                                                                               

VIVER VALE A PENA

                                              VIVER VALE A PENA 

Adoro autobiografias. 

Esta é a autobiografia de um dos cirurgiões plásticos mais importantes do mundo !

"Conheço a morte. Durante toda a vida eu a vi agir. Ela não me apavora. Renunciar à alegria da vida será mais difícil."– Ivo Pitanguy

Filho de um casal que cultivava os valores humanistas, Ivo saiu de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro e ganhou o mundo. Elevou a cirurgia plástica, considerada antigamente uma especialidade médica menor, a ramo nobre da medicina. Transformou o Brasil em polo de excelência e ensinamento de técnicas criadas por ele próprio ao longo de cinco décadas. Criou um centro de estudos para a transmissão de conhecimento, que já formou centenas de profissionais de todos os continentes. Montou uma enfermaria para o atendimento da população comum que beneficia centenas de pessoas por ano. Foi agraciado com os mais importantes prêmios, honrarias e condecorações que alguém pode ter. Chefes de Estado, artistas, políticos, reis e rainhas já se submeteram às suas mãos, consideradas mágicas.

Aos 90 anos, Pitanguy continua trabalhando na 38ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e em sua clínica, em Botafogo. Bem-disposto, alegre e bem-humorado, viaja frequentemente ao exterior para congressos e homenagens, passa os fins de semana em sua ilha ou na casa na serra e tem a agenda intensa de atividades com a família e os amigos.
Este livro conta como uma aspiração tomou uma dimensão tão grande e transformou tantas vidas.
Em uma biografia cheia de humor e descontração, Ivo nos conta seus percalços e obstáculos, além de momentos mais marcantes e afetivos.

Ótimo LIVRO !!

sexta-feira, 17 de abril de 2015

CINDERELA CHINESA

CINDERELA CHINESA


Adoro ler história que se passam na China !!

       Com a morte da mãe, seu pai casa-se novamente, dando, assim, início novamente à história da "Cinderela". A história é muito parecida com o conto de fadas que todos nós conhecemos.  É.   Fato  em que a madrasta detestava e humilhava  a enteada, dando privilégios somente aos seus próprios filhos. 
       Mas essa Cinderela  não estava só.    Para ampará-la e amá-la, existia  o Vovô e a tia Baba, a sua melhor amiga, que acreditavam , fielmente, que Adeline tinha um grande futuro pela frente. Mas como tudo que é bom, um dia acaba. 

        Adeline era uma criança talentosa que soube enfrentar  as horríveis privações que a madrasta lhe impunha.   Com o tempo ela, sempre ignorada pelo pai, se apoiava  nos livros , no próprio sentimento de amor e compaixão.
       Então,  entre os estudos, tornou-se uma espetacular aluna , muito dedicada que  consegue se livrar de um destino que se apresentava terrível , para se tornar uma mulher independente e respeitada.


       Comentários sobre a autora : Esta é a "Adeline Yen Mah", autora da própria história 
                                           que nasceu na China, 1937.  
      Aos catorze anos, após vencer um concurso literário, convenceu seu pai a enviá-la à Inglaterra, para estudar medicina.   Ele logo aceitou, pois percebeu que estaria se livrando de um 'fardo'.   Foi e venceu ! Depois de trabalhar como médica, na Califórnia durante anos , Adeline escreveu seu primeiro livro , 'Falling Leaves', que vendeu mais de um milhão de exemplares e não parou mais.    Ela tem dois filhos e vive com o marido na Califórnia. 


     Este livro é muito bom.    É uma história da vida real. Passei momentos angustiantes    , só  pensando como ela iria sobreviver a cada humilhação.  A cada rejeição  sentida , eu sofria junto.  Coitadinha !
    Finalizando, é  um livro que fala ,com sensibilidade sobre a superação de uma infância extremamente infeliz.

TRECHO cheio de sensibilidade  escrito pela autora e protagonista da sua própria história :

 " ... Talvez, outros que também tenham sido renegados possam ler este livro daqui a cem anos e se sentir fortalecidos.    Imagino essas pessoas percorrendo as páginas de meu livro e me conhecendo (aos dez anos de idade) em Xangai, sem sair de sua casa em Sidney, Tóquio, Londres, Hong Kong ou Los Angeles.  E eu receberei cada uma delas com um sorriso e direi: ' Que bom que veio me visitar!  Entre e compartilhe comigo a minha história...porque entendo muito bem a amargura do seu coração e o que você está passando."

Minha NOTA -   10  Ótimo Livro  !!


ADELINE 
                                                                                                                    

quarta-feira, 15 de abril de 2015

A VIAGEM DO ELEFANTE

                                                 
           "O fim duma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite, com sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre. O viajante volta já." 
José Saramago, A viagem do elefante.
José Saramago e sua esposa, Pilar del Rio 

 José Saramago "pôs  o ponto final numa narração que a ele não lhe parece romance, mas conto, o qual descreve a viagem, ao mesmo tempo épica, prosaica e jovial, de um elefante asiático chamado Salomão, que, no século XVI, por alguns caprichos reais e absurdos desígnios teve de percorrer mais de metade da Europa.
A viagem do elefante é um livro coral onde as personagens entram, saem e se renovam de acordo com as peculiares exigências narrativas que o autor se impôs e lhes impôs. O elefante e o seu cornaca têm nome, como outras personagens que figuram nos manuais de história, embora apareçam também pessoas anônimas, gente com quem os membros da caravana se vão cruzando e com quem partilham perplexidades, esforços, ou a harmoniosa alegria de um teto depois de tantas noites dormidas à intempérie.(...)"
(Trecho da carta de Pilar, esposa de Saramago, aos leitores)



POEMAS PARA REZAR


POEMAS PARA REZAR
Tenho uma história para contar . 


          Ahhh, este livro ... este livro tem uma história.
          Ganhei em 1962. Tempo em que tinha 18 anos.
       Mas , antes disso ,em 1961, época em que eu já tinha um namorado, ao qual sou apaixonada até hoje.  Casei-me com ele.
       A história é a seguinte:  Acontece que os problemas de uma jovem sempre esbarram no pai.   Papai era muito severo e nada podia. É , não podia nada, ainda mais após às 18 horas. 
      Acontece que o autor deste livro "Michel Quoist" estava em São Paulo e ia dar uma palestra sobre a obra, no tradicional 'Colégio Sion' .  Começou o problema , pois era às 20 horas. Papai não ia deixar. Mas eu tinha que ir.  Falei com mamãe , ela deixou , mas desde que fosse também uma amiga.   No entanto, não se envolveu, dizendo que se papai descobrisse,  ela não iria me ajudar. Droga.  Começou mal. 
      Como uma jovem corajosa, decidi enfrentar a situação. Combinei com uma colega, só para não ir só ,pois a grande emoção, além de sair à noite,  era ir com o meu namorado  e no carro dele. 
      Chegamos ao colégio, que estava lotado. A palestra já ia começar. 
Infelizmente tivemos que ficar em pé, ao lado da porta oposta à porta da entrada. 
Tudo corria bem, Namorado fofo, a palestra corria em francês, mas com intérprete que nada atrapalhou a compreensão. 
O assunto era totalmente religioso.
Meu namorado era bem alto e estava sempre  me ajudando  a encontrar a melhor maneira de enxergar o palco.  Estar bem perto dele  era só emoção !
    Foi , lá pelas 20,35 horas, antes da metade da palestra que  ele viu uma imagem duvidosa. Olhou novamente com atenção.   Era um perfil bem conhecido  na porta oposta. Aquela da entrada.  Não pode ser !!  Disse ele. -- veja se você está  vendo o que eu estou .
Meu pai estava lá !! Como ???  Era ele, pai que quando chega em casa não sai de jeito nenhum !   Minha mãe contou a nossa trama e ele foi até lá,  enlouquecido.
Nossa !! que tragédia.  Namorado alto, presa fácil e, entre tantos, ele foi até nós, me pegou pelo braço, me tirou do salão como se eu estivesse cometendo um ato ilícito,  num barzinho mal frequentado .
     Meu namorado sumiu. Meu pai estava tão bravo que nem ouviu as suas explicações .
Imagine só,  uma inocente palestra falando de religião, de orações,  num fino colégio . Só coisa boa ...
     Resultado, cheguei em casa só ouvindo  broncas e mais broncas, para mim sem sentido , pois eu não tinha feito nada de mais.  Claro que fiquei de castigo por dois finais de semana! 

     E, anos  depois,  ganhei esse livro que me deixou para sempre gravada a lembrança do dia da palestra,  não pelo seu  conteúdo, mas pelo tamanho da desgraça , incompreensão e tirania do meu pai.   Que pena !! 
Nunca esqueci... 

                                               
Colégio Sion- São Paulo



domingo, 12 de abril de 2015

MIL DIAS EM VENEZA

                                           MIL DIAS EM VENEZA

MIL DIAS EM VENEZA

Livro que li e que me levou a quase fazer as malas imediatamente , pegar meu querido e  ir fazer o mesmo ...

        Este livro pode parecer um conto de fadas, mas é uma história de amor verídica – o amor entre uma mulher e um homem, o amor pela comida e o amor por uma cidade.

       Por muito tempo, Marlena de Blasi resistiu a ir a Veneza. até que, em 1989, seu trabalho como chef e crítica gastronômica tornou impossível continuar adiando a viagem. Seu  encantamento  foi  tão grande que  decidiu voltar  todos  os  anos.  Assim que pôs os pés na cidade, ela ficou completamente seduzida. Seu encantamento foi tão grande que decidiu voltar todos os anos.
     Desde aquela primeira visita, Marlena tinha a sensação de que estava indo a um encontro.     E, em 1993, o encontro finalmente aconteceu.     Ela almoçava com amigos quando um garçom se aproximou e lhe disse que havia uma ligação para ela.    Do outro lado da linha estava Fernando, um veneziano que, um ano antes, vira Marlena passeando pela Piazza San Marco e se apaixonara à primeira vista.       Alguns meses depois, ela largava toda a sua vida nos Estados Unidos e se mudava para Veneza, para se casar com o 'estranho', como costumava chamar Fernando.       Ele não falava quase nada de inglês.    O italiano dela se resumia a algumas palavras relacionadas a comida.          Ele abrira mão de seus sonhos e levava uma vida considerada monótona e previsível. Ela era mestre em recomeçar e se reinventar.     Ele gostava de tudo muito simples, inclusive as refeições.      Ela adorava cozinhar pratos elaborados.  À medida que eles superam essas diferenças e
Marlena vai se familiarizando com as peculiaridades da cultura veneziana, os leitores são
presenteados com uma descrição deliciosa e às vezes cômica de duas pessoas de meia, que ,  apesar de tudo, conseguem criar uma relação maravilhosa. 
   Em 'Mil Dias em Veneza',   Marlena evoca as imagens, os sons e os aromas de uma  cidade encantadora e divide conosco,  os leitores , as receitas que estiveram presentes em alguns dos momentos considerados como mais importantes de sua vida.

     EIS AQUI  O ROMÂNTICO CASAL.
    
Adorei !!

Minha NOTA -  10

Comentários sobre a escritora : Marlena de Blasi  trabalhou como chef de cozinha , jornalista, consultora de gastronomia e enologia  e é crítica de restaurantes.  Ela e o marido Fernando, organizam excursões gastronômicas na Toscana e na Úmbria. 
Ela publicou "Mil Dias na toscana e Um certo Verão Na Sicília"  e livros de culinária italiana. 



sábado, 11 de abril de 2015

CIRCUITO FECHADO


CIRCUITO  FECHADO 
                                  



CIRCUITO FECHADO 


Estávamos estudando  Português. Bebela e eu. Foi quando ela me mostrou  este texto.

Como eu já estava cansada e ela tinha que fazer uma interpretação , depois escrever novo texto contando a sua   rotina .  Então, pediu para que eu  lesse e a ajudasse, coitadinha  , estava também cansada...   Eu... Cabeça quente !  Sabe  quando a gente percebe que não é preciso mais passar por esse tipo  de 'stress' estudantil,  nem fazer mais  lição de casa  ? " Eu não preciso mais fazer lição !!"  Credo !  Logo,  parei e pensei - Que texto é esse  sem pé nem cabeça ?! 
chinelos, vaso, descarga.   O que é isso ??!
Mas continuei a ler, Bebela,  precisava de mim. Com a cabeça mais fria, percebi:
 -- que texto mais interessante ! Que criativo ! Num momento tudo ficou claro.
 Ricardo Ramos o escreveu. 
Adorei .


"Circuito fechado


Chinelos, vaso, descarga. Pia, sabonete. Água. Escova, creme dental, água, espuma,
creme de barbear, pincel, gilete, água, cortina, sabonete, água fria, água quente, toalha.
Creme para cabelo, pente. Cueca, camisa, abotoaduras, calça, meias, sapatos, gravata,
paletó. Carteira, níqueis, documentos, caneta, chaves, lenço, relógio, maço de cigarros,
caixa de fósforos. Jornal. Mesa, cadeiras, xícaras e pires, prato, bule, talheres, guardanapos. Quadros. Pasta, carro. Cigarro, fósforo. Mesa e poltrona, cadeira, cinzeiro, papéis, telefone, agenda, copo com lápis, canetas, blocos de notas, espátula, caixas de entrada, de saída, vaso com plantas, quadros, papéis, cigarro, fósforo. Bandeja, xícara pequena. Cigarro e fósforo. Papéis, telefone, relatórios, cartas, notas, vales, cheques, memorandos, bilhetes, telefone, papéis. Relógio. Mesa, cavalete, cinzeiros, cadeiras, esboços de anúncios, fotos, cigarro, fósforo, bloco de papel, caneta, projeto de filmes, xícaras, cartaz, lápis, cigarro, fósforo, quadro negro, giz, papel. Mictório, pia, água. Táxi. Mesa, toalha, cadeiras, copos, pratos, talheres, garrafa, guardanapos, xícara. Maço de cigarros, caixa de fósforos. Escova de dente, pasta, água. Mesa, poltrona, papéis, telefone, revista, copo de papel, cigarro, fósforo, telefone interno, externo, papéis, prova de anúncio, caneta e papel, relógio, papel, pasta, cigarro, fósforo, papel e caneta, telefone, caneta e papel, pasta, cigarro, fósforo, papel e caneta, telefone, caneta e papel, telefone, papéis, folheto, xícara, jornal, cigarro, fósforo, papel e caneta. Carro. Maço de cigarros, caixa de fósforos. Paletó, gravata. Poltrona, copo, revista. Quadros. Mesa, cadeiras, copos, pratos, talheres, guardanapos. Xícara, cigarro e fósforo. Poltrona, livro. Cigarro e fósforo. Televisor, poltrona. Cigarro e fósforo. Abotoaduras, camisa, sapatos, meias, calça, cueca, pijama, espuma, água. Chinelos. Coberta, cama, travesseiro."
RAMOS, Ricardo,


Compreensão do texto : é um dia rotineiro na vida de um homem de negócios.

“Circuito Fechado” pode ser claramente percebido por qualquer um, que é  a sequência  ordenada de vocábulos, e não um “amontoado” de palavras desconexas e sem sentido. 





Ricardo Ramos Filho nasceu no Rio de Janeiro, em 1954, mas aos quatro anos mudou-se com a família para São Paulo, de onde nunca mais saiu. Filho do escritor Ricardo Ramos é neto de Graciliano Ramos, desde menino viveu intensamente o universo dos livros.